Amor

Chama Violeta – A Transmutadora do Rancor Para o Amor

A Chama Violeta é a sétima das sete poderosas chamas ou raios da Metafísica, que representam manifestações do Poder Divino, também chamado de raio violeta, chama da transmutação, chama libertadora, chama consumidora e chama do perdão.

O verbo transmutar pode ser interpretado como a ação de promover uma mudança ou transformação; Portanto, invocando o poder da Chama Violeta (como uma força positiva), promovemos a evolução espiritual e pessoal.

A Chama Violeta é considerada a fonte de humildade, perdão, liberdade, ordem e misericórdia. Da mesma forma, a propriedade de transmutar o karma negativo é atribuída a ela e promove a restauração da energia no indivíduo.

Praticantes da Metafísica acreditam que a Chama Violeta se originou da fusão da Chama Rosa e da Chama Azul (ou Raio Azul), com o propósito de ajudar a humanidade a transformar o karma individual e coletivo.

Diz-se que o único requisito indispensável para trabalhar com a Chama Violeta é estar disposto a perdoar a si mesmo e perdoar aqueles que o ofenderam ou maltrataram (de acordo com o seu próprio entendimento).

O princípio da Chama Violeta é transformar o rancor em amor, liberando a energia (e emoções) associadas a situações negativas.

Quando você se abre para o perdão, você inicia o ciclo de cura espiritual e emocional.

Os Guardiões da Chama Violeta

Como outras manifestações do espectro da chama, a Chama Violeta pode ser invocada a qualquer momento de necessidade; no entanto, atinge seu nível vibracional mais alto aos sábados.

Existem entidades associadas ao poder da Chama Violeta, como guardiões e mestres ascensos, entre eles estão os anjos da chama; e o conde Saint Germain (diretor da chama e mestre ascenso).

Da mesma forma, os elohim da Chama Violeta, Arturus e Diana estão presentes; e os arcanjos Zadquiel e Humildade (chamado Ametista, por alguns autores).

O Arcanjo Zadkiel é conhecido como a cura da alma, que ajuda a dissolver choques negativos da fonte. Aqui está uma simples invocação a Arcangel Zadquiel, previamente publicada pela WeMystic:

Convidamos para as nossas vidas a presença do Arcanjo Zadquiel e sua Chama Transmutadora Violeta.

Que isso ajude a curar a nossa alma, libertando-nos do peso dos rancores e outras emoções negativas.

Isso dissolve tudo o que nos perturba, desde sua origem, e nos inunda de alegria.

Agradecemos sua presença misericordiosa e transformadora no mundo. Amém.

Como Usar a Chama Violeta?

Os decretos, afirmações, orações e mantras para usar a Chama Violeta variam de acordo com a escola metafísica que transmite o ensinamento, e a afinidade do aluno com a prática.

A Chama Violeta pode ser invocada a qualquer momento, mas é recomendada para situações em que o ambiente pesado carregado de energia negativa é percebido ou emoções de baixo nível são sentidas (inveja, ressentimento, raiva).

Além disso, você pode usá-la quando você quer trabalhar o perdão (para si ou terceiros), quando não lhe custa aceitar o perdão dos outros, ou quer colaborar na limpeza do karma negativo (individual ou coletivo).

Uma das maneiras mais conhecidas de ativar a Chama Violeta é dizer o decreto ou mantra “EU SOU A CHAMA VIOLETA TRANSMUTORA E A LEI DO PERDÃO“, repetindo-a várias vezes.

Outro método é visualizar um pilar, manto ou nuvem de cor violeta (brilhante e cristalino / não opaco) envolvendo-nos completamente (da cabeça aos pés) ou inundando o lugar onde estamos, para transformar uma situação negativa em positiva, trazendo ordem e perdão.

Também pode ser visualizada como uma chama que queima sem queimar ou um raio que ilumina o ambiente.

É aconselhável solicitar a presença de guias e protetores pessoais para acompanhar o processo de invocação da Chama Violeta, e assim que o processo terminar, agradeça-lhes por sua assistência.

Orações Para Dinheiro e Prosperidade: E-book em formato PDF com 170 páginas contém apenas orações incrivelmente poderosas para dinheiro, abundância e descobertas financeiras. Clique Aqui e Confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *